Serviço Social


Curso Anual
Duração: 4 anos
Período: Noturno
Vagas: 90 vagas
Coordenador: Rogério Dutra
O Curso de Serviço Social da FUNEC está estruturado para a formação de  Assistentes Sociais dotados de formação intelectual e cultural generalista, crítica e competente, comprometidos com o enfrentamento da questão social e suas diferentes manifestações, habilitados para atuação na formulação e execução de políticas e programas sociais nos três setores (governamental, não governamental e empresarial) das mais diversas áreas como saúde, assistência social, educação, habitação, justiça e trabalho.

pdf Matriz Curricular do Curso de Serviço Social

Curso de Serviço SocialObjetivos do Curso de Serviço Social

Na formação profissional do Curso de Serviço Social da FUNEC o aluno deve desenvolver competências e habilidades gerais e específicas.
As competências e habilidades gerais, trabalhadas com os alunos nas diferentes atividades curriculares durante a formação profissional, devem viabilizar uma capacitação teórico-metodológica e ético-política, como requisito fundamental para o exercício de atividades técnico-operativas, com vistas à:

  • Apreensão crítica dos processos sociais numa perspectiva de totalidade;
  • Análise do movimento histórico da sociedade brasileira, apreendendo as particularidades do desenvolvimento do capitalismo no país;
  • Compreensão do significado social da profissão e de seu desenvolvimento sócio-histórico, nos cenários internacional e nacional, desvelando as possibilidades de ação contidas na realidade;
  • Identificação das demandas presentes na sociedade, visando a formular respostas profissionais para o enfrentamento da Questão Social, considerando as novas articulações entre o público e o privado;
  • Utilização dos recursos da informática.

As competências e habilidades específicas da formação profissional do Assistente social deverão desenvolver no aluno a capacidade de:

  • Formular e executar políticas sociais em órgãos da administração pública, empresas e organizações da sociedade civil;
  • Elaborar, executar e avaliar planos, programas e projetos na área social;
  • Contribuir para viabilizar a participação dos usuários nas decisões institucionais;
  • Planejar, organizar e administrar benefícios e serviços sociais;
  • Realizar pesquisas que subsidiem formulação de políticas e ações profissionais;
  • Prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública, empresas privadas e movimentos sociais em matéria relacionada às políticas sociais e à garantia de direitos civis, políticos e sociais da coletividade;
  • Orientar a população na identificação de recursos para atendimento e defesa de seus direitos;
  • Realizar visitas, perícias técnicas, laudos, informações e pareceres sobre matéria de Serviço Social;
  • Realizar estudos sócio-econômicos para identificação de demandas e necessidades sociais;
  • Exercer funções de direção, em organizações públicas e privadas, na área de Serviço Social;
  • Supervisionar diretamente estagiários de Serviço Social;

A capacitação teórico-metodológica, ético-política e técnico-operativa a que o profissional em formação no Curso de Serviço Social da FUNEC deve contemplar a permanente reflexão com base em elaborações acadêmicas que articulem ensino, pesquisa e extensão, para que possam, no exercício profissional, dar cumprimento às suas competências, que se encontram definidas nos artigos 4º e 5º da lei 8.662/93, que dispõe sobre a profissão do Assistente social, publicada no DOU de 08 de junho de 1993.

Estágios

O estágio curricular obrigatório é uma disciplina do curso de Serviço Social, que objetiva a aproximação do aluno com a prática profissional. Desenvolve-se durante quatro semestres, respectivamente correspondentes aos níveis I, II, III e IV.

Os estágios vêm sendo realizados atualmente em 19 campos de estágio distintos, espalhados por 09 municípios da região. Essa capilaridade dos campos de estágio favorece o conhecimento da realidade local e a diversidade dos espaços sócio-ocupacionais dos assistentes sociais; favorece também a locomoção do aluno, que, na maioria dos casos permanece em sua cidade para realização dessa atividade. O estágio supervisionado pressupõe o acompanhamento do aluno por um profissional da área no campo de estágio (supervisor de campo) e por um professor Assistente Social do curso (supervisor Geral de Estágio Supervisionado).

Campo de atuação do profissional no mercado

A atuação do assistente social se faz desenvolvendo ou propondo políticas públicas que possam responder pelo acesso dos segmentos de populações aos serviços e benefícios construídos e conquistados socialmente, principalmente, aquelas da área da Seguridade Social.

De modo geral, as instituições que requisitam o profissional de Serviço Social se ocupam de problemáticas relacionadas a: crianças moradoras de rua, em trabalho precoce, com dificuldades familiares ou escolares, sem escola, em risco social, com deficiências, sem família, drogadictas, internadas, doentes; adultos desempregados, drogadictos, em conflito familiar ou conjugal, aprisionados, em conflito nas relações de trabalho, hospitalizados, doentes, organizados em grupos de interesses políticos em defesa de direitos, portadores de deficiências; idosos asilados, isolados, organizados em centros de convivência, hospitalizados, doentes; minorias étnicas e demais expressões da questão social.

Devido à experiência acumulada no trabalho institucional, a (o) Assistente Social tem-se caracterizado pelo seu interesse, competência e intervenção na gestão de políticas públicas e hoje contribuindo efetivamente na construção e defesa delas, a exemplo do Sistema Único de Saúde – SUS, da Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS e do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, participando de Conselhos Municipais, Estaduais e Nacionais, bem como das Conferências nos 3 níveis de governo, onde se traçam as diretrizes gerais de execução, controle e avaliação das políticas sociais.