Alunos do Unifunec participarão a partir de sexta-feira da 8ª Missão Univida



Publicado por @funec | Assessoria de Comunicação da Funec - Santa Fé do Sul - 06/07/2018

Na próxima sexta-feira, 6 de julho, 50 alunos dos cursos de Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia e Educação Física do Centro Universitário de Santa Fé do Sul – Unifunec, partirão para a Reserva Indígena de Dourados (MS), onde participarão da 8ª Missão Univida, que acontecerá de 6 a 13 de julho.

Organizada pela ONG Univida e pela Pastoral Universitária da Diocese de Jales, a missão tem como objetivo colocar os universitários em contato com a comunidade local, despertando neles a solidariedade e o amor ao próximo.

A reitora do Unifunec, Profª Drª Sâmira Ambar Lins, ressaltou que a instituição participa desde o primeiro ano da missão, quando de seu início, por iniciativa da professora Ivana Esteves em parceria com o padre Eduardo Lima. “É um evento que fazemos questão de sermos parceiros. Nossos alunos e professores reconhecem a importância da missão e de poder contribuir para a melhoria de vida dos indígenas, compartilhando com eles o que aprendem em sala de aula e colocando em prática seus conhecimentos, além de exercitarem seu espírito cidadão, tão difundido na instituição”.

O presidente da Fundação Municipal de Educação e Cultura – Funec, ADM. Aderval Morreti, ressaltou que “a instituição da todo o suporte para que os alunos participem da missão pois entende que é de extrema relevância tanto para eles, que têm a oportunidade de exercitar sua cidadania e trabalho humanitário, quanto para os indígenas, que recebem atendimentos e cuidados especializados”.

Este ano os alunos do curso de Direito fizeram questão de contribuir com a missão por meio da arrecadação de roupas. Foram mais de 20 mil peças que serão doadas à missão. “Foi uma iniciativa incrível dos alunos que resultou nessa quantidade de roupas muito acima das expectativas. Quero novamente parabenizar os alunos e a coordenadora do curso, Profª Drª Luciana Stefanoni pela colaboração”, afirmou a reitora.

Durante a missão, são desenvolvidos projetos de saúde, educação e a busca da auto-sustentação dos indígenas.